O QUE É O PROJETO BRASÍLIA 2060?

CIFRÃOGoverno do DF apresenta o projeto “Brasília 2060” sem qualquer previsão na legislação (PDOT) ou discussão prévia com a sociedade.

O Brasília 2060 é um projeto que está sendo desenvolvido desde 2012 pela consultoria internacional Jurong Consultants, de  Singapura (país asiático), sem licitação. Ele propõe um novo Aeroporto Internacional e de cargas próximo a Planaltina, um Distrito Financeiro internacional próximo ao Setor Tororó (São Sebastião), um Polo Logístico e um Parque Industrial. Além desses projetos o Brasília 2060 prevê a implantação intensiva de indústrias no DF considerando, de antemão, a indústria armamentista

A envergadura dos projetos a serem desenvolvidos para o Brasília 2060 criará eixos econômicos, de transportes e de ocupação urbana que impactarão fortemente a realidade do DF, sem qualquer tipo de justificativa ou demanda da população e ignorando o que já foi definido pelo Plano Diretor de Ordenamento Territorial do DF (PDOT).

 

ASSINE AQUI

QUERO SABER O QUE É O BRASÍLIA 2060

 

.

7 pensamentos sobre “O QUE É O PROJETO BRASÍLIA 2060?

  1. Cingapura fará pior do que o Governo Federal faz com os brasileiros? Com os carros (defasados) mais caros do mundo? Com Pálio Weekend mais caro do que um Camaro nos EUA? Com o pífio PIBinho? Sucateamento das Forças Armadas? Aliás, quase todos os políticos brasileiros devem amar a humilhação por estrangeiros como o vagabundo Robin Williams.
    Cingapura dispõe de políticos com visão de futuro, tanto urbanisticamente quanto em qualidade de vida. Infelizmente esse país é vítima de um péssimo governo.

    Portanto, Cingapura sim! Atraso não!

    • Prezado Rodrigo,
      Cingapura na verdade é um projeto encomendado não se sabe por quem e a que preço. É um projeto seríssimo, de grande envergadura, capaz de alterar profundamente e de forma irreversível a realidade econômica, espacial e social do DF. Propor a industrialização intensiva do DF e querer transformá-lo em um polo industrial é uma proposta que deveria ser no mínimo discutida com a sociedade. A discussão não pode se ater somente à criação de empregos pois o que se vê hoje na China é um país com um PIB que não para de crescer mas com as cidades mais poluídas do mundo a ponto do governo central chinês ser forçado a criar uma agenda ambiental. O projeto Brasília 2060 by Cingapura ignora as particularidades do Distrito Federal enquanto unidade da federação diferenciada. Estamos em um Distrito, não em um Estado, que é Federal e que abriga a única cidade do século XX considerada Patrimônio Cultural da Humanidade. São essas singularidades que fazem nossa vocação e que o GDF parece não compreender. Criar um novo aeroporto de cargas com uma cidade industrial em volta dele, um distrito financeiro despropositado, criar polos logísticos e industriais, trata de criação artificial de demandas para encher os bolsos de alguém. Enquanto isso as pessoas morrem nos corredores dos hospitais públicos, escolas públicas vivem fechadas por greves e falta de condições de ensino, a insegurança é generalizada e ameaça a vida de todos, vemos um DF em plena decadência perdendo sua qualidade de vida sem o básico para a população com ações megalômanas e despropositadas do GDF. Não aceitar o contrato by Cingapura é antes de tudo uma questão de bom senso e responsabilidade com o nosso futuro e nem de longe significa atraso. Atraso é aceitar o que se impõe por vias duvidosas sem se questionar. Atraso e ignorância.

      • Prezado,

        Ignorância é acreditar que a falta de recursos para a qualificação da saúde, educação e segurança, ocorre devido aos gastos de investimentos em projetos, sejam de quaisquer dimensões. Encher os bolsos de corruptos? Isso já ocorre há muito tempo e esse sim é um caso irreversível. No Brasil as coisas funcionam na base da oportunidade, pois quando determinado projeto é engavetado, os recursos antes destinados ao mesmo “evaporam” e não “sobra nada” para hospitais, escolas ou segurança pública. Pensar o contrário é ingenuidade.

        O ex-presidente Lula, em uma de suas entrevistas lamentáveis, declarou que iria investir em Cuba, inclusive na região portuária de Havana; enquanto isso, o porto de Santos estava virando um depósito de lixo para os britânicos, e eu não duvido que ainda seja. Inclusive o Brasil figura nas primeiras posições em desvio de fortuna em paraísos fiscais, mas na penúltima posição no Ranking de Educação. Ironicamente o ex-presidente em uma propaganda eleitoral indireta e ilegal no Programa do Ratinho afirmou que “não há dinheiro” para a Educação. Vergonhoso!

        Sobre o projeto, temo que haja um grande arrependimento no futuro, pois o tempo e as oportunidades passam, mas os recursos são desviados.

        Vias duvidosas sem se questionar? Então por que não houveram cobranças por esclarecimentos, mas sim uma petição de engavetamento imediato de um projeto sem qualquer conhecimento? Isso sim é falta de bom senso e responsabilidade.

        De qualquer forma, estamos do mesmo lado, sonhando e lutando por um Brasil melhor.

        Seja o que Deus quiser!

  2. Eu acho que há um problema fundamental nessa questão da Jurong.
    Eu estou vendo muita reação corporativista dos escritórios de arquitetura brasileiros porque a empresa em questão é estrangeira. No entanto, se uma empresa brasileira fosse contratada para esse planejamento o problema permaneceria o mesmo.
    Não é porque a empresa é de Cingapura que se deve protestar. Deve-se protestar porque um plano para o desenvolvimento de qualquer cidade deve ser feito pela população. Esse modelo centralizador, dominado por um ou meia dúzia de urbanistas que se acham iluminados para pensar a totalidade da cidade, e decidir o futuro de todos, é não só anti-democrático e autoritário; ele é ultrapassado e já se mostrou ineficiente e gerador de mais problemas que soluções em inúmeros casos.
    O que deve ser feito para pensar os rumos da cidade no futuro é a organização de formas participativas de planejamento, que a sociedade seja ouvida e não simplesmente pautada por emulações totalitárias da elite de urbanistas e arquitetos e engenheiros de tráfico que acham que detém o saber e o direito de decidir sobre a vida das cidades.

  3. sOMOS FEITOS DA MESMA MATERIA DOS SONHOS
    UM GRANDE NÃO A CINGAPURA.!
    O CONCEITO DE DESENVOLVIMENTO QUE SE USA E ABUSA PARA CORRESPONDER INTERESSES PARTICULARES , QUE RARAMENTE ESTÃO DE ACORDO COM O INTERESSE PUBLICO.A ESSÊNCIA DE BRASILIA E DO DF,NÃO É COMPATIVEL COM O CAPITALISMO CEGO QUE TEM PAUTADO O MERCADO , E TBM NÃO É HISTORICAMENTE COMPATIVEL COM O NOSSO MODO DE VIVER,E HABITAR NESSA SINGULARISSIMA CIDADE, EXSPRESÃO UNICA DA POLIS E DA CIVITA,E POR ISSO RECONHECIDA COMO UNICA CIDADE PATRIMONIO DA HUMANIDADE DO SECULO 20.PARA MUITO ALÉM DO URBANISMO EM,QUE ALGUMAS PESSOAS CLASSIFICAM O MOVIMENTO DE ARQUITETOS E URBANISTAS COMO UMA ESPECIE DE RESEVA TECNICA,QUE A RIGOR É ABSOLUTAMENTE LEGITIMO,POIS COMO DIZIA O DRAMATURGO NELSOM RODRIGUES,,QUANDO SE REVERE A EPOPEIA DA CONTRUÇAÕ DA CAPITAL DO PAÍS ,E É JUSTO NESSE MOMENTO QUE SE FAZ O DESENVOLVIMENTO DA TECNOLOGIA NACIONAL PARA CRIAR EM TEMPO RECORDE A CIDADE QUE NOS ABRIGA QUE O BRASILEIRO SE LIVRA DO COMPLEXO DE VIRA-LATA.SE EXISTE UMA ELITE PENSANTE FORMADA POR ESSES PROFISSIONAIS,ESPECIALISADOS NA TEMATICA PLANEJADORA DO NOSSO FUTURO, DEVEMOS RECONHECE-LOS COMO BRAVOS BRASILEIROS .LONGE DA ABORDAGEM URBANISTICA ,O PROJETO CINGAPURA IGNORA IMPORTANTISSIMAS PARTICULARIDADES QUE PERTENCE AO CAMPO DA GEOGRAFIA;SOLO,GEOLOGIA,GEOFORMOLOGIA,DECLIVIDADE, CLIMA E VEGETAÇÃO,SÃO REFERENCIAS IMPORTANTES NA CARACTERISAÇÃO DOS ESPAÇOS RESTRITIVOS A OCUPAÇÃO URBANA.A CARTOGRAFIA IMPORTANTE FERRAMENTA DE USO SECULAR NOS ESTUDOS E LEVANTAMENTOS NO CASO DA MANCHA URBANA QUE SEQUENCIA OS MAPAS TEMATICOS E EVIDENCIA AS CONSEQUENCIAS E A EXPRESSÃO CONCRETA DA DINAMICA DO URBANISMO AVASSALADOR DO ESPAÇO GEOGRAFICO,ONDE NA BACIA DO PARANOÁ ESTA O ”CORE” DA DINAMICA TERRITORIAL DO DF.RESALTA-SE A NECESSIDADE DE OUVIR A OPINIÃO PUBLICA,MAS TEM -SE QUE INFORMAR AO CIDADÃO E QUALIFICA-LO POIS OPINIÕES EQUIVOCADAS NOS NOSTRA A HISTORIA DA NOSSA BREVE DEMOCRACIA PODE NOS FAZER RETROCEDER .O INTERESSE PUBLICO DEVE VOLTAR-SE AO BEM ESTAR DE UMA COLETIVIDADE E NÃO SIMPLESMENTE SER UM AMONTOADO SE INDIVIDUOS.E ISSO ESTA PAGINA E SES PARTICIPANTES TEM EFETIVAMENTE CONTRIBUIDO.NÃO A CINGAPURA!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s